Translate this Page

Rating: 3.6/5 (4503 votos)




ONLINE
2




Partilhe este Site...



 
 
 
Creme dental Glister
 
 
 
 
Pixabay imagens gratuitas
 

VISITE NOSSO SITE:

 


SELEÇÃO BRASILEIRA: COPA DE 1974.
SELEÇÃO BRASILEIRA: COPA DE 1974.

A COPA DO MUNDO FIFA 1974

Diferente das edições anteriores, no lugar do mata-mata nas quartas-de-final e semi-finais, os 8 times finalistas foram divididos em 2 grupos de 4 nos quais os primeiros colocados iriam à final e os segundo colocados disputariam o terceiro lugar da Copa do Mundo. 

Na Copa do Mundo de 1974 o mundo ficou maravilhado pelo belo futebol da Holanda, que foi apelidada de Carrossel Holandês devido à mobilidade dos seus jogadores que trocavam de posição. Porém, a seleção campeã foi a Alemanha de Franz Beckenbauer, que superou a Holanda de Johan Cruijff na final por 2x1.

copa de 1974

Poster da copa do mundo de 1974.

Seleções participantes: 16
Alemanha Ocidental | Alemanha Oriental | Argentina | Austrália
Brasil | Bulgária | Chile | Escócia | Haiti | Holanda | Itália
Iugoslávia | Polônia | Rep. D. Congo (Zaire) | Suécia | Uruguai
Seleções estreantes: 4 (25%) - Alemanha Oriental, Austrália, Haiti e Rep. D. Congo (Zaire).

Depois da brilhante participação na Copa anterior, o Brasil em 1974 ficou aquém das expectativas, apesar da honrosa quarta colocação. Na primeira fase o Brasil, que não contava mais como Pelé e tinha como líder Rivelino, passou com muita dificuldade. Depois de 2 empates sem gols contra Iugoslávia e Escócia, o Brasil garantiu a classificação para as segunda fase em segundo lugar no grupo ao vencer a fraca seleção do Zaire por 3x0. Na segunda fase o Brasil subiu de produção e venceu a Alemanha Oriental por 1x0 e Argentina por 2x1. Porém, os brasileiros foram superados pela Holanda, sensação da Copa de Mundo de 1974, pelo placar de 2x0. Na decisão do terceiro lugar o Brasil perderia novamente para a Polônia de Lato por 1x0.

copa de 1974

Mascote da copa do mundo de 1974.

Zagallo, novamente técnico da seleção, montou um time muito preocupado com a defesa. O time suou para empatar contra a Iugoslávia e Escócia e ganhar do adolescente Zaire por 3 a 0, na medida para se classificar. Mesmo com dificuldades, chegamos longe. Na segunda fase de grupos, o Brasil só não conseguiu superar a Holanda, sendo detido pelo carrossel de Cruiffy e companhia. A Seleção Brasileira ainda disputou o 3º lugar, mas desmotivada, perdeu para a Polônia do artilheiro Lato por 1×0.

A Alemanha Ocidental chegou à final com uma excelente campanha, na qual venceu todos os jogos exceto o contra a Alemanha Oriental, na qual foi derrotada por 1x0. Na final a Alemanha começou perdendo o jogo logo no começo com um gol de pênalti, sem sequer ter tocado na bola. Ainda no primeiro tempo a Alemanha empataria com outro gol de pênalti, e desempataria aos 43 minutos com gol de Müller.

Toque de bola primoroso, adversários sufocados no campo de defesa e os jogadores técnica e fisicamente condicionados para alternar constantemente de posições e embaralhar o sistema de marcação dos oponentes. Se você pensa que esta descrição corresponde ao Barcelona dos dias atuais, talvez esteja na hora de conhecer um pouco mais sobre a Holanda da Copa do Mundo de 1974, time que entrou para a história com o chamado "futebol total", e foi carinhosamente apelidada de "Carrossel Holandês" e "Laranja Mecânica".

copa de 1974

Logomarca da copa de 1974.

Fazia 36 anos que a Holanda não jogava um campeonato mundial, mas Ajax e Feyenoord já davam mostras do poder ascendente do futebol holandês ao ganhar quatro títulos da Liga dos Campeões entre 1969 e 1973. A seleção de 1974 era basicamente um combinado de jogadores dos dois times, treinados por Rinus Michels, que comandou o Ajax na vitória europeia de 1971. Em campo, estavam nomes como Johnny Rep, Johan Neeskens, Ruud Krol e os gêmeos René e Willy van der Kerkhof, liderados pelo gênio criativo de Johan Cruyff.

A estreia da Copa da Alemanha já dava mostras do que a Holanda apresentaria dali em diante. O time sufocou o Uruguai, que mal conseguiu sair de seu campo de defesa. Os jogadores holandeses marcavam no ataque e se revezavam em várias posições, confundindo os uruguaios. Rep marcou os dois gols da partida. No jogo seguinte, a Suécia conseguiu arrancar um empate com a Holanda. Já a Bulgária não resistiu à "Laranja Mecânica" e perdeu por 4 a 1. Mesmo assim, a defesa holandesa terminou a primeira fase sem tomar um único gol de adversários, pois foi Krol quem marcou contra nessa partida.

Na segunda fase, que na época era feita com dois grupos de quatro times, a Holanda massacrou a Argentina: 4 a 0. A Alemanha Oriental foi a próxima vítima, perdendo por 2 a 0. A vaga na final seria decidida no terceiro e último jogo do grupo, diante do Brasil. O confronto foi a primeira partida entre as duas seleções em Copas do Mundo e, assim como os outros (realizados em 1994, 1998 e 2010) seria marcado pela emoção.

A seleção brasileira tinha o mesmo técnico do tricampeonato de 1970, Zagallo, mas não contava com alguns craques fundamentais, como Pelé, Tostão e Carlos Alberto. Ainda assim, trazia nomes como Leão, Jairzinho e Rivellino. Porém, os defensores do título mundial ainda não tinham apresentado um futebol convincente. Já a Holanda chegava com a força de seu futebol total, e só precisava de um empate para chegar a sua primeira final. Ganhou de 2 a 0, em um jogo caracterizado pela violência de ambos os lados, e que acabou com o Brasil com dez em campo, após expulsão de Luis Pereira, no final do segundo tempo.

copa de 1974

Seleção brasileira de 1974 - Delegação Brasileira: Leão, Luiz Pereira, Marinho Peres, Zé Maria, Wilson Piazza, Marinho Chagas, Jairzinho, Leivinha, César, Rivellino, Paulo César Lima, Renato, Valdomiro, Nelinho, Alfredo, Marco Antonio, Paulo César Carpeggiani, Ademir da Guia, Mirandinha, Edu, Dirceu,Waldir Peres, Técnico Mário Jorge Lobo Zagallo.

 

A Holanda chegou à final como favorita contra a Alemanha Ocidental, dona da casa. Ainda que os alemães tivessem um time ótimo, com Beckenbauer, Breitner e Gerd Muller, o mundo estava sob o encantamento do futebol holandês. Mas, assim como em 1954, quando derrotou a também favorita Hungria na final, a Alemanha bateu o melhor time e levou o título. Os holandeses até saíram na frente, logo aos dois minutos, quando Neeskens converteu um pênalti. Mas a Alemanha virou o jogo e ganhou por 2 a 1.

Tabela e jogos da Copa do Mundo 1974

Primeira fase:
Grupo 1 - 1o Alemanha Oriental, 2o Alemanha Ocidental, 3o Chile, 4o Austrália.
Grupo 2 - 1o Iugoslávia, 2o Brasil, 3o Escócia, 4o Zaire.
Grupo 3 - 1o Holanda, 2o Suécia, 3o Bulgária, 4o Uruguai.
Grupo 4 - 1o Polônia, 2o Argentina, 3o Itália, 4o Haiti.

Quartas-de-final:
Grupo A - 1o Holanda, 2o Brasil, 3o Alemanha Oriental, 4o Argentina.
Grupo B - 1o Alemanha Ocidental, 2o Polônia, 3o Suécia, 4o Iugoslávia.

3o Lugar
Polônia 1x0 Brasil

Final:
Alemanha Ocidental 2x1 Holanda

Eliminatórias: 99 seleções
Classificados automaticamente: Brasil (último campeão) e Alemanha Ocidental (país-sede)
Sede: Alemanha Ocidental
Campeão: Alemanha Ocidental - 2º título
Jogos: 38
Gols: 97
Média de gols: 2,55
Público: 1.774.022
Média de público: 46.685
Artilheiro: Grzegorz Lato (Polônia) - 7 gols

copa de 1974

Seleção alemã campeã de 1974.

O Brasil na Copa de 1974 na Alemanha Ocidental: 4º lugar
7 jogos | 3 vitórias, 2 empates e 2 derrotas | 6 gols a favor e 4 gols sofridos | saldo de gols -2.

Curiosidades da Copa do Mundo 1974

Depois da conquista definitiva da taça Jules Rimet pelo Brasil, a Copa do Mundo de 1974 na Alemanha Ocidental foi a primeira edição com o novo troféu FIFA criado pelo escultor italiano Silvio Gazzaniga.

A Copa de 74 revelou a "Laranja Mecânica". A equipe da Holanda recebeu o apelido pela cor do uniforme e pela aparente anarquia dos jogadores em campo que lembrava as gangues do filme de Kubrick. Mais uma vez a melhor seleção não venceu.

Para adequar as transmissões e dinamizar o esporte, a FIFA introduziu o uso dos cartões amarelo e vermelho, e as substituições por jogo já na Copa de 70. Saldo de gols como critério de desempate e punição por doping em 1974.

 Seleção holandesa, um capítulo a parte

Ausente em copas do mundo por 36 anos, a seleção holandesa classificou-se para a copa do mundo de 1974, em um grupo contra a Bélgica, Noruega e Islândia.
A classificação foi tranquila e para a copa, a seleção Holandesa, fez alguns amistosos:
27/03/1974 - Holanda 1x1 Austria (Roterdã-HOL)
26/05/1974 - Holanda 4x1 Argentina (Amsterdã-HOL)
05/06/1974 - Holanda 0x0 Romênia (Roterdã-HOL)
No dia 05/01/1974, em Frankfurt foi feito o sorteio dos grupos da copa, deixando a seleção holandesa, no grupo 3 contra a Suécia, Uruguai e Bulgária, um grupo equilibrado pelo pouco conhecimento dos 4 times.
O primeiro jogo da seleção holandesa na copa foi no dia 15/06/1974 no estádio Niedersachen Stadium em Hannover (ALE), com arbitragem de Karoly Palotai (HUN), para um público de 53.700 pessoas e contra a seleção uruguaia. A seleção holandesa iniciou ali uma das maiores exibições de uma seleção em copas do mundo, com um esquema de marcação total. Aos 16 minutos do primeiro tempo Jonny Rep abriu o placar para a seleção holandesa e o mesmo aos 41 do segundo tempo, finalizou a primeira vitória holandesa em copas do mundo. Holanda 2x0 Uruguai. Julio Monteiro aos 24 do segundo tempo foi expulso pela seleção uruguaia.
O segundo jogo foi no dia 19/06/1974, no Westfalenstadion em Dortmund (ALE), com arbitragem de Werner Winsemann (CAN), para um público de 53.700 pessoas, contra a seleção da Suécia. O jogo foi muito amarrado no meio-campo e com pouquíssimas chances das 2 seleções, o que terminou o placar ficando Holanda 0x0 Suécia.

copa de 1974

Seleção holandesa, sensação da copa de 1974.
O terceiro jogo foi no dia 23/06/1974, no Westfalenstadion em Dortmund (ALE), com arbitragem de Tony Boskovic (AUS), para um público de 52.100 pessoas, contra a seleção da Bulgária. Mostrando todo seu favoritismo, a seleção holandesa abriu o placar aos 5 minutos com 1 gol de penalti de Johan Neeskens que aos 45 do primeiro tempo, também de pênalti, ampliou para a Holanda. Jonny Rep aos 26 do segundo tempo fez 3x0 para a Holanda. Ruud Krol com gol contra aos 33 descontou para a Bulgária e aos 43 do segundo tempo, Theo De Jong fechou o placar com Holanda 4x1 Bulgária.

Classificada como primeira do grupo 3 e comandada por Johann Cruyff, colocou a Holanda no Grupo A da segunda fase com Brasil, Alemanha Oriental e Argentina.

A estréia na segunda fase, foi no dia 26/06/1974, no Parkstadion em Gelsenkirchen (ALE), com arbitragem de Robert Holley Davidson (SCO), para um público de 55.348 pessoas, contra a Argentina. Um show de futebol holandês que ganhou de 4x0, com gols de Johan Cruyff aos 10 do primeiro tempo, Ruud Krol aos 25, Jonny Rep aos 28 do segundo tempo e Johann Cruyff aos 45 do segundo tempo.

A segunda partida foi no dia 30/06/1974, no Parkstadion, com arbitragem de Ruedi Scheurer (SUI), para um público de 67.148 pessoas, contra a seleção da Alemanha Oriental. Johan Neeskens aos 13 do primeiro tempo e Rob Rensenbrink aos 14 do segundo tempo, fizeram o placar, Holanda 2x0 Alemanha Oriental.

A terceira partida que iria definir o classificado para a final, foi no dia 03/07/1974, no Westfalenstadion em Dortmund (ALE), com arbitragem de Kurt Tschenscher (ALE) e para um público de 52.500 pessoas, contra a seleção brasileira. Um jogo muito disputado no primeiro tempo, terminou como 0x0, mas aos 5 minutos do segundo tempo, Johan Neeskeens abriu o placar para a Holanda. Aos 20 minutos do segundo tempo, Johan Cruyff também marcou o seu gol, fazendo Holanda 2x0 Brasil, o que classificou a seleção holandesa para sua primeira partida final em Copas do Mundo.

 

Fontes

http://www.jogodobrasil.com.br/copa-do-mundo/copa-mundo-1974

www.mochileiro.tur.br/copa-1974.htm

http://esportes.terra.com.br/futebol/copa-coca-cola/selecao-da-holanda-da-copa-de-1974-inspirou-atual-barcelona,933803052ceed310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

http://row51.blogspot.com.br/2009/07/holanda-na-copa-do-mundo-de-1974.html

 

 

topo